Especial Eliana - Os dois mundos de Eliana

27 junho


Publicado por ISTO É Gente, em 17 de Setembro de 2001. 

Em ótima fase profissional, a apresentadora lança o 9º CD, movimentará R$ 50 milhões até o fim do ano e admite assédio da Globo. Solteira há quatro meses, ela chora ao falar de seu momento.

A apresentadora Eliana vive um momento profissional esfuziante. Com mais de 1 milhão de discos vendidos até hoje, a estrela da Record lança seu 9º CD – com 150 mil cópias – e até outubro somará aos seus 126 produtos licenciados uma lista com 29 novos ítens. Até o fim do ano, a felicidade nos negócios deverá ser ainda maior: seu nome terá movimentado R$ 50 milhões num espaço de 12 meses. A mulher Eliana atravessa uma fase introspectiva. Aos 27 anos e sozinha há quatro meses – depois de ficar noiva e planejar um casamento de princesa com o publicitário Roberto Justus – , Eliana se mostra em fase zen. Procura um lugar para praticar ioga, fala em equilíbrio, energia e se diz em paz. Tem conversado muito com seus amigos, seu cachorro e até com o espelho. “Tenho tido consciência do meu eu”, diz ela.

Em comum, nos dois mundos ela lida com o assédio: está sendo paquerada tanto por emissoras de tevê, quanto pelos homens. O flerte das emissoras ela tira de letra. A 10 meses de completar seu contrato de três anos com a Record, se diz feliz por lá. Mas afirma que, dependendo da proposta, iria tanto para a Cultura quanto para a Globo. Na emissora carioca, seu nome tem sido cogitado para substituir Ana Maria Braga, que poderá deixar de apresentar seu programa matutino durante o tratamento contra o câncer.

Os flertes masculinos, contudo, ela diz que ainda a deixam ruborizada. Tal qual uma adolescente romântica, não se propõe nem de longe a praticar sexo casual. “Se eu já me apaixono com um beijo só, imagine depois de uma noite inteira”, diz. Eliana desmente que tenha tido algum affair com o empresário Alexandre Iódice. “Falaram isso do Alê?”, perguntou rindo. “Nunca ouvi nada disso”, esquivou-se Iódice. “Gosto muito dela, é uma pessoa especial que sempre que pode está presente”, completou o amigo, herdeiro da confecção. Justus, seu companheiro por um ano e meio, explica a conduta da ex-namorada, que mantém a meta de casar e ter o primeiro filho até os 30 anos. “Ela tem uma formação moral muito forte. Não nasceu para aventuras de um momento que terminem rapidamente. Ela sonha com relações duradouras”, diz ele. “Eliana é mulher com m maiúsculo.”

O que mudou após o rompimento com Justus?
O que mudou é que minhas amigas estão todas namorando e eu fico simplesmente olhando o namoro delas. Antigamente saíamos todos juntos em casais. No dia dos pais, liguei para o Roberto para parabenizá-lo. Ele é um grande pai. Os filhos dele são umas gracinhas. Fazia uns dois meses que não nos falávamos e ele ficou supercontente com a ligação. Não há mágoa.

O assédio aumentou depois que ficou solteira?
Ah... (risos) Aumentou um pouquinho... (Eliana ri muito)

Você é tímida?
Acontece o seguinte: quem me avisa são minhas amigas. Sou muito desligada, nunca sei se a pessoa está me olhando porque me reconheceu ou porque está gostando mesmo. E se gostei, aí travo completamente, fico constrangida. A pessoa precisa ter uma coragem a mais e um aproach muito legal. Recentemente apareceram uns bem corajosos... (risos) Há duas semanas pediram meu telefone num restaurante, mas eu não dei. Fiquei tão sem jeito que disse: “Quer falar comigo? Então fala com minha amiga primeiro!”. Eu até estava interessada mas sou muito bobona.

Quando alguém se aproxima, você faz um raio-x?
Minha tranqüilidade vai ajudar a escolher a pessoa ideal. À medida que vamos tendo pessoas diferentes na nossa vida sabemos avaliar o que serve e o que não serve, o que te faz feliz ou não. Para mim, o homem tem que ser companheiro, porque minha vida é complicada. Apesar de ser bem- sucedida, sou uma pessoa extremamente carente, adoro ser acolhida, abraçada, cuidada. Não sou forte o tempo inteiro, sou uma mulher normal, que muitas vezes prefere dormir menos para ficar mais com o namorado.

Todo artista sonha em ir para a Globo? E você?
A Globo é uma tevê admirável. Você sonha e eles realizam, mas não sei se lá o meu sonho poderia se tornar realidade. Quero continuar tendo um programa que tenho hoje, em que decido tudo. A história me mostra que lá é um pouco mais complicado, por ser a maior emissora do País. E estou muito feliz na Record. Lá tenho a autonomia que sempre sonhei.

Mas você está sendo assediada pela Globo?
Graças a Deus. Mas hoje não estou sendo formalmente assediada por eles. O que acontece é que tenho encontrado muitos diretores da Globo em festas, avião, restaurante. Eles me elogiam, gostam do meu trabalho. Isso vem de gente do SBT também, mas nada formal. E olha que quando eu saí do SBT grandes profissionais disseram: “Você está errada em estar saindo da segunda emissora para ir para a terceira e não para a primeira”. Acharam que eu não iria fazer sucesso, que estava louca.

É difícil tirá-la da Record?
Não é difícil me tirar da Record. Difícil é alguém aparecer com uma proposta tão boa quanto a da Record. Sou tratada como mereço, tenho todo o respeito da diretoria. Minha vontade de estar na Globo é a longo prazo, porque da Globo não tem mais para onde ir. E eu não me rendo ao ibope.

Você não se preocupa com a audiência?
A maior preocupação é fazer um programa em que as mães confiem, para poderem deixar o filho na frente da tevê e ficarem tranqüilas que não vai haver baboseira, palavrão, futilidade, gíria. Eu como jovem uso bastante gíria no meu cotidiano, como “cara”, “meu”, mas não na tevê. Sempre pensei no que gostaria que meu futuro filho visse na televisão. Desde meu primeiro CD, brinquedo e programa me preocupei com diversão e educação.

Toparia ser chamada pela TV Cultura, que tem menos audiência?
Se fizesse minha cabeça, sem dúvida. A prova de que há coisas incríveis na Cultura é o X Tudo, o Castelo Rá, Tim, Bum. Não precisa ser loira para ser apresentadora infantil, nem bonita para falar com criança. Se eu cortar ou pintar o cabelo, as crianças não vão deixar de gostar de mim.

Quando acorda ou está se maquiando, costuma falar com o espelho?
Hoje mesmo eu estava olhando no espelho e dizendo como sou feliz, como amo a minha família... Ih, vou chorar... (Eliana fica em silêncio e chora) Enfim, dizia que está tudo muito legal, especial. Solzinho, ventinho batendo, todo mundo com saúde, a profissão maravilhosa.

Produção: Hellen Campos. Assistente: Marcella Bondioli. Cabelo e Maquiagem: Danilo Toscano. Agradecimentos: Bottero e Alouette.

Por Isto é Gente.

VOCÊ TAMBÉM DEVE GOSTAR

0 comentários

E aí, curtiu?
Conte-nos o que achou dessa postagem. Seus comentários, opiniões e sugestões são importantes.

#TWITTER.COM/365DIASCOMELIANA

#FACEBOOK.COM/365DIASCOMELIANA

#FLICKR.COM/365DIASCOMELIANA