Eliana exalta nova fase com público adulto: "mostrar meu lado mais fêmea"

10 novembro

Eliana tem mais de 20 anos de carreira e seu lugar estabilizado nos domingos do SBT. A apresentadora, que construiu seu nome ao comandar atrações infantis, falou sobre a transição para o público adulto, em entrevista ao Tas ao Vivo desta sexta-feira (8). “Antes, eu não me permitia fazer nenhum link com sensualidade. Meu trabalho era totalmente educativo”, relatou ela, ao completar que nesta nova fase é possível “mostrar meu lado mais fêmea”, com figurinos que incluem batom e esmalte vermelhos, decotes, entre outros visuais mais ousados.

A mudança de Eliana, no entanto, não se restringiu apenas às roupas e linguagem corporal. Antes de assumir a atração adulta, ela se preparou durante oito meses, com psicólogo e fonoaudióloga. “Quando você fala com criança, sempre muda a voz, então a minha era muito fina”, comentou ela, que iniciou a carreira como apresentadora em Festolândia, no SBT, em 1991. “Abrir mão do conhecido e entrar no desconhecido... Isso mete um baita medo, mas eu enfrentei”.

Eliana, que atualmente namora o produtor musical João Marcelo Bôscoli, também já teve relacionamentos com nomes como Luciano Huck, Roberto Justus e Edu Guedes. Um internauta, então, decidiu questioná-la: “por que sempre se relaciona com ‘coxinhas'?" – gíria para homens muito “certinhos”. “Eu não sou preconceituosa, não tenho um estilo único. Bateu o coração, a paixão, eu entro de cabeça”, respondeu. “Eu procuro ser feliz e acabou”.

Sobre a polêmica das biografias não-autorizadas, Eliana afirmou que não se importaria caso um livro fosse dedicado a contar sua vida, mesmo que o autor não pedisse o seu aval antes. “Eu não sou censora. Tenho uma editora de livros e, como editora, acho que elas precisam ter essa liberdade. Se algum dia eu for biografada, acredito que, se não gostar de alguma coisa, posso me pronunciar. Mas censura prévia é totalmente retrógrado, não tem mais nada a ver”, opinou.

No quadro Rola ou Enrola, Tas mostrou a foto de personalidades e pediu para Eliana escolher se “rola” (aprova a postura da pessoa) ou “enrola” (não aprova). A primeira a ser mostrada foi a presidente Dilma e a educação no Brasil. “Por um lado, me dá orgulho de uma mulher estar na presidência. Por outro, me entristece muito, porque nossos impostos são mal empregados. Não temos boas escolas e bons hospitais. Os impostos que pagamos não se revertem para a população. A educação é a base de tudo, mas, infelizmente, ela não conseguiu melhorar a educação no nosso País”, disse a apresentadora, ao decretar que “enrola” Dilma.

No caso do empresário Alexander de Almeida, que ficou conhecido como “Rei do Camarote” após um viral na internet detalhar seus hábitos de ostentação, Eliana foi direta: “eu acho que o que a pessoa faz com seus bens, não somos nós que vamos julgar. Agora, ostentar publicamente tem um preço. Ele poderia fazer isso e não ter passado pelo que está passando. Eu não faria, venho de uma família muito humilde e todo meu dinheiro sempre foi muito suado”, disse. “Eu não sou de gastar muito. Minha maior ostentação é viajar, pois você aprende outras culturas e te abastece”, continuou. “Eu diria para ele não fazer, mas se ele é assim, o que fazer? Mas para mim, não rola”, conclui ela, ao afirmar que “enrola” o empresário.

Eliana, que trabalhou na TV Record, emissora do pastor Edir Macedo, afirmou que não gosta do fanatismo de alguns evangélicos na busca pelo poder na televisão. Com a foto de Edir e de Valdemiro Santiago no telão, ela opinou: “eu trabalhei durante 11 anos na emissora do Edir Macedo, em uma época em que ainda não era considerada uma emissora respeitada. Fui a segunda ou terceira artista a entrar no hall de apresentadores. Eu nunca frequentei a igreja, nunca me impuseram absolutamente nada”, relatou.

“Fui feliz, foi lá que aconteceu minha transição do infantil para o adulto, eles têm muito dinheiro. Mas, infelizmente, pela religião muitas guerras ainda acontecem no nosso País”, continuou. “Esse lado religioso e fanático me assusta. Mas assiste quem quer”, concluiu ela, ao afirmar que “enrola” Edir Macedo e Valdemiro no quesito “conquista da TV brasileira”.


Terra. 

VOCÊ TAMBÉM DEVE GOSTAR

0 comentários

E aí, curtiu?
Conte-nos o que achou dessa postagem. Seus comentários, opiniões e sugestões são importantes.

#TWITTER.COM/365DIASCOMELIANA

#FACEBOOK.COM/365DIASCOMELIANA

#FLICKR.COM/365DIASCOMELIANA