Te Contei: Apresentadora Eliana, sobre sua carreira: 'Nada vence o trabalho'

06 março

Com persistência e dedicação, a apresentadora e empresária Eliana Michaelichen tem arrebatado uma legião de fãs e patrocinadores, direcionados desde o público infantil até o adulto, ao logo de seus 21 anos de carreira. Em entrevista exclusiva ao TE CONTEI, ela fala da satisfação em comandar o programa que leva seu nome, no SBT, ameaçando a hegemonia de veteranos como Fausto Silva e Gugu Liberato: "Fui a primeira mulher a entrar na guerra dominical, antes protagonizada apenas por homens: Sílvio Santos, Fausto Silva e Gugu. No início, foi mais difícil conquistar os anunciantes do que o público. À frente deste novo formato para a família brasileira, conquistei a vice-liderança no Ibope nos últimos quatro anos. Agora, no SBT, ocupo um horário ainda mais disputado e continuo obtendo resultados excelentes. Fazendo um balanço, o número de anunciantes triplicou, a audiência cresceu e minha alegria por ter liberdade editorial não tem preço", orgulha-se.

Além das 180 produtos licenciados por ela, Eliana se lançou no mercado editorial, no final do ano passado, com a criação da Editora Master Books. Ela diz: "A ideia de fundar uma editora de cultura e entretenimento surgiu da minha vontade de ter projetos culturais fora da TV. Hoje, essa vontade está se concretizando na forma de uma editora de livros. Quero dividir com o público os temas que me motivam e, ao mesmo tempo, colaborar com talentos e perpetuar suas obras. A Editora Master Books nasce como um braço da minha empresa de produção e licenciamento, a EMB. Dá trabalho, mas a satisfação é maior. Afinal, cultura e livro nunca são demais".

No auge de seus 36 anos, Eliana comanda um império e, apesar de tanto tempo dedicado ao trabalho, a loura, que está solteira após romper com o músico e empresário João Marcello Bôscoli, não descarta a possibilidade de um dia ser a rainha de seu próprio lar: "Amo criança! Não foi por acaso que trabalhei anos da minha vida para elas. Acredito que ter filhos acontecerá na hora certa", finaliza.

Leia a seguir a entrevista na íntegra.

TE CONTEI: Este ano você completará 22 anos de carreira. A que atribui tanto sucesso, mesmo com fortes concorrentes como Fausto Silva e Gugu Liberato, e a conquista de um público que vai além do infantil?
ELIANA MICHAELICHEN: Enquanto a grande maioria das pessoas duvidava que essa transição de apresentadora infantil para uma nova fase era possível, eu, lá no fundo, acreditava muito em mim. Claro que tive medo e também foi necessário me preparar para isso. Fiz muita terapia, sessões de fonoaudiologia para deixar de falar com doçura como eu falava com as crianças, e também percebi que o melhor era ser espontânea, como se estivesse na sala da minha casa. O desafio era imenso! Fui a primeira mulher a entrar na guerra dominical, antes protagonizada apenas por homens: Sílvio Santos, Fausto Silva e Gugu. No início foi mais difícil conquistar os anunciantes do que o público. À frente deste novo formato para a família brasileira, conquistei a vice-liderança no Ibope nos últimos quatro anos. Agora, no SBT, ocupo um horário ainda mais disputado e continuo obtendo resultados excelentes. Fazendo um balanço, o número de anunciantes triplicou, a audiência cresceu e minha alegria por ter liberdade editorial não tem preço. Associado a quadros novos e exclusivos, continuo com minhas viagens de ecoturismo pelo Brasil e pelo mundo, com os cientistas apresentando suas aulas divertidas e ainda com matérias sobre ecologia ancoradas pelo biólogo Sergio Rangel, que me acompanha há anos. Todo domingo apresento um programa diferente.

TC: Além de apresentadora, você administra sua carreira e os 180 produtos licenciados que possui. Já se sente uma mulher realizada profissionalmente? O que ainda deseja conquistar?
EM: O que me guia na vida é aprender sempre. Quanto mais se aprende, mais se percebe que há um universo de coisas e possibilidades pela frente. Sonhar ou desejar algo nos impulsiona. Meu lado empresária está sempre em busca de novas frentes de atuação. Agora estou investindo em um prazer que é a arte. Acabei de abrir uma editora dedicada a cultura e entretenimento, a Editora Master Books. No final do ano passado, lançamos o primeiro título, "Eu Queria Ser", da fotógrafa Priscila Prade, que é um livro de fotografias com 55 artistas brasileiros retratados na pele de grandes personalidades do Brasil e do mundo. Para 2010, planejamos lançar outros três títulos. Aguardem!

TC: Qual será o foco da editora?
EM: A ideia de fundar uma editora de cultura e entretenimento surgiu da minha vontade de ter projetos culturais fora da TV. Hoje essa vontade está se concretizando na forma de uma editora de livros, a Editora Master Books. Quero dividir com o público os temas que me motivam e, ao mesmo tempo, colaborar com talentos e perpetuar suas obras. A Editora Master Books nasce como um braço da minha empresa de produção e licenciamento, a EMB. Dá trabalho, mas a satisfação é maior. Afinal, cultura e livro nunca são demais.

TC: Você se considera uma mulher perfeccionista?
EM: "Nada vence o trabalho". Esse lema define minha trajetória profissional, que é marcada por muita dedicação e pelo privilégio de fazer o que eu amo. Depois de 21 anos de carreira, tenho muito ainda a aprender, mas garra e determinação no dia a dia nunca me faltaram.

TC: Em entrevista ao Estadão, você declarou: "Posso dizer que estou numa fase próxima da perfeição, ao meu modo de ver". Em seu ponto de vista, quando alcançará a perfeição?
EM: Eu disse que a fase que vivo atualmente é próxima da perfeição porque estou muito realizada fazendo o que amo e obtendo resultados muito positivos para mim; para o público, que mostra isso por meio da excelente audiência; e para a emissora.

TC: Todos os seus trabalhos têm fundo educacional. Que resultados você colheu com esta proposta ao longo de sua carreira?
EM: Muito respeito e credibilidade, sem dúvida. Durante os 16 anos em que trabalhei diretamente para as crianças, sempre tive o cuidado e o prazer de oferecer a elas conteúdo educativo. Minhas músicas, meus programas na TV e também os dois livros que lancei: "Os Segredos dos Golfinhos" e "Os Segredos do Pantanal", pela editora Larousse do Brasil, todos tinham esse diferencial. Em minha fase atual, como uma comunicadora voltada para a família aos domingos, faço questão de ter quadros que, além do entretenimento, tragam também informação e conhecimento. O quadro "Dr. Responde", que estreamos recentemente, é um bom exemplo. Temos a participação do ginecologista Dr. José Bento respondendo perguntas da plateia, das pessoas nas ruas e de telespectadores que mandam e-mails sobre a saúde da mulher. É um quadro de prestação de serviço em pleno domingo. Isso é inédito em programas da linha de shows.

TC: Ter estudado psicologia contribuiu para se comunicar melhor com o público? Por que escolheu este curso?
EM: Foi um aprendizado para toda a vida. Fiz até o 3º ano de psicologia na FMU (Faculdades Metropolitanas Unidas), mas chegou um momento em que tive de optar pela carreira artística ou pela faculdade. Se tivesse seguido o curso, gostaria de ter me dedicado profissionalmente a psicologia da vida intra-uterina. É um trabalho de terapia que prepara mãe e bebê para uma gestação tranquila.

TC: O que gosta de fazer quando não está trabalhando?
EM: Adoro curtir a minha casa, que é silenciosa e rodeada de verde. Também gosto muito de sair para um programa simples, tipo cinema, teatro ou show, e terminar a noite em um bom restaurante. Já quando tenho mais tempo, amo viajar! Traz cultura, experiência de vida, convivência com civilizações diferentes da sua. Seja para gravar matérias para os meus programas ou por puro lazer, já fiz muitas viagens e planejo ainda muito mais.

TC: Faz parte de seus planos ter filhos?
EM: Amo criança! Não foi por acaso que trabalhei anos da minha vida para elas. Acredito que ter filhos acontecerá na hora certa.

TC: Como você mantém a boa forma?
EM: Sou vaidosa como toda mulher e, claro, sei que trabalho com a minha imagem. Acima de tudo, meu cuidado é com a saúde, com o bem-estar. Eu, por exemplo, sempre cuidei da minha pele, de forma preventiva. Não tomo sol, uso bloqueador solar e hidrato diariamente. Pratico ioga há mais de cinco anos. Depois dos 30, passei a fazer musculação com a orientação de um personal três vezes por semana. E, quando sinto necessidade, lanço mão de um bom tratamento estético. Drenagem linfática também faz parte da minha rotina porque tenho tendência a reter líquidos.

VOCÊ TAMBÉM DEVE GOSTAR

0 comentários

E aí, curtiu?
Conte-nos o que achou dessa postagem. Seus comentários, opiniões e sugestões são importantes.

#TWITTER.COM/365DIASCOMELIANA

#FACEBOOK.COM/365DIASCOMELIANA

#FLICKR.COM/365DIASCOMELIANA